Perturbações da Morte

    PERTURBAÇÕES DA MORTE…..

    A MORTE COMO SE VÊ, NADA MAIS É QUE UMA CRISE,

    MUDANÇA PARA UM NOVO ESTADO, UMA PASSAGEM

    DA VIDA DA MATÉRIA, PARA A VIDA DO ESPÍRITO,

    DAS TREVAS PARA A LUZ, DA APARÊNCIA PARA A 

    REALIDADE. ESSA É A LEI MAIOR…..

                  Toda transformação ocasiona uma perturbação, uma simples mudança seja de uma cidade para outra,seja unicamente de residência. Não deixa de causar uma desorganização psíquica que só cessa com a adaptação ao novo meio.

A personalidade não mudou e  nada perdeu, continua a ser a mesma, mas sofreu a sua desagregação do meio em que se achava, e lutou para se acostumar e poder agir no meio para onde se transferiu. Naturalmente nesses trâmites porque passou, a pessoa teve contrariedades e sofreu.

Pensemos agora na transição provocada pela morte, e façamos uma ideia em relação incomparavelmente superior, as insignificantes mudanças, seja de residência, seja de cidade ou de país.

Acrescente-se ainda a desagregação do corpo físico e poder-se-á ter uma ideia do que seja a perturbação da morte, nas suas três fases que são elas:

1ª- MUDANÇA DE MEIO…..

2ª- MUDANÇA DE CONDIÇÕES DE VIDA….

3ª- MUDANÇA DE MEIO E AÇÃO….

Entretanto, apesar de todas essas mudanças,a individualidade permanece, como permaneceu a mesma individualidade, durante todas as mudanças que fez, de casa em casa, de cidade em cidade, de um para outro país. O homem é imperecível nas trocas que faz de residência, mas suas transferências de um  país para outro.

O Espírito que é, a individualidade permanece, é imortal na sua transformação e passamento para o outro mundo. Tendo unicamente o trabalho de se adaptar a uma vida nova, muito diferente daquela vivida na Terra e ainda com o acréscimo de possuir mais um corpo denso, material, que não podia dispensar para agir neste mundo, e lhe servia de instrumento para desempenhar, a tarefa que veio realizar, ou exercício do cargo que veio desempenhar.

Ora, todos sabem perfeitamente, como é difícil abandonar hábitos enraizados, e a morte vem suprimir de uma hora para outra, os hábitos costumeiros dando lugar a aquisição de outros costumes, visto serem diferentes as condições do meio, para o qual somos transladados.

Está claro que tudo é relativo e o progresso, em todas as coisas age gradativamente sem saltos bruscos, de modo que na outra esfera de vida, teremos um complemento de vida, como meio de transição para um estado melhor, assim como certamente haverá uma esfera, à face física do indivíduo, para que ele se adapte a vida superior, sem uma transição brusca.

Por isso o Mundo Espiritual é provido de meios, que fornecem à vida de ALÉM TÚMULO, as condições indispensáveis para a transição.

Seguindo os Legados Espíritas, especificamente ALLAN KARDEC que nos falam dos Hospitais Espirituais, onde são tratados aqueles que passam por longas enfermidades, e os que suas condições de atraso, não percebem o mundo dos espíritos em sua realidade. Ai sim são curados e depois instruídos sobre a nova situação, até que de adaptem ao meio em que se acham.

Os Espíritos dos que morrem quando crianças, são acolhidos carinhosamente por Missionários de Luz, que se dedicam a essa tarefa e são igualmente instruídos até que se lhe desponte a consciência  integral e  desapareça deles o traço infantil, gravado na consciência pessoal.

Assim também sucede com a alimentação, aos entes muito materializados, que chegam ao Mundo Espiritual, sem compreenderem à transformação por que passaram, e têm ainda a sensação de fome e de sede, lhes são ministrados alimentos em inalações especiais, até que adaptados ao  meio em que iniciaram a nova vida, compreendam que não tem mais necessidades desses alimentos, que julgavam precisos para sua manutenção.

Naturalmente os alimentos assemelha-se muito, aos que lhe eram usuais na terra, mas são feitos de materiais peculiares ao mundo dos espiritos, de acordo com o corpo fluídico, ou seja o Organismo Perispiritual de cada um.

Todas essas particularidades do Mundo Espiritual, que não deixam de serem lógicas, de acordo com a lei da evolução que, não admite bruscas transições e que proporciona sempre períodos intermediários, para suavizar as mudanças que ocasionam, se fossem excluídos os meios precisos para essas transições.

Isto tudo demonstra que o mundo espiritual, não é uma concepção abstrata, uma miragem, um vácuo inconcebível  sem  inteligência, mas sim um meio concreto onde se encontram, as condições indispensáveis para as adaptações e o progresso do Espírito.

Portanto o Espiritismo nos adverte e nos mostra as necessidades que temos, nos preparando corretamente e nos mostrando os entendimentos e esclarecimentos dos ensinamentos, sempre a nos impulsionar para essas mudanças que tantas vezes já passamos, e iremos outra vez novamente passar, essa é a lei maior que vem ao nosso encontro, para atingirmos a nossa Perfeição Espiritual.

SÓ PRECISAMOS, ACEITAR…..

PRATICANDO ESSAS LEIS DE DEUS….

VOCÊ PRECISA VENCÊ-LAS…. TEM TUDO PARA ISSO!!!!!!

Vibrações de muita paz e harmonia em sua vida, que seu caminhar com JESUS CRISTO,  seja sempre de vitórias. Do irmão Jesus Carlos , Uchoa sp. (Jesus Carlos Sanches Perez)

redeamigoespiritia.com.br

Esta entrada foi publicada em Artigos, Ciência, Espiritismo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *