“A matéria é luz coagulada”

Entrevista com Moacir Araújo Lima: “a matéria é luz coagulada”

Publicado por Amigo Espírita 

“Tudo o que existe no Universo resulta da vibração de pequeníssimos e invisíveis filetes de energia, chamados supercordas, que ao vibrar produzem a matéria e todas as suas características. Esses filetes de energia são formas de luz e daí, chegarmos a André Luiz, confirmando sua afirmação, segundo a qual, matéria é luz coagulada”.

             Quem é Moacir Lima?

Moacir Costa de Araújo Lima, natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, é licenciado em Física, com três pós-graduações nessa área. Bacharel em Direito, professor universitário e mestre em Linguística Aplicada na Área de Lógica da Linguagem Natural, é também escritor e palestrante internacional, com foco principal no estudo das relações entre ciência e espiritualidade.

Como chegou ao espiritismo?
Moacir Lima – O meu pai era espírita e minha mãe, inicialmente católica, revelou uma mediunidade de alta sensibilidade, passando ambos a adotar o espiritismo.
Fui educado em colégio católico e era sempre orador das turmas. Gostava de falar sobre temas variados e, com 14 anos, realizei minha primeira conferência pública, num dia 13 de julho, no Centro Esotérico Vivekananda, em Porto Alegre. O tema foi o lema da Revolução Francesa: Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
A partir desse evento, surgiram convites cada vez mais frequentes para realizar palestras, o que, graças a Deus não parou até hoje.
A evidência da reencarnação, como prova maior da justiça divina e a mediunidade passaram a ser temas recorrentes, ligando-me definitivamente ao pensamento e à doutrina de Allan Kardec.

Está filiado a alguma organização?
Moacir Lima – Já ministrei cursos sobre Quântica e Espiritismo, na sede Federação Espírita do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, destinados a dirigentes espíritas, quando era presidente a professora e escritora Gladis Pedersen.

Viajo muito, e, estando em Porto Alegre, palestro em diversos centros, bem como por todo o país e em minha cidade. Frequento, quando possível, o Instituto Espírita Terceira Revelação Divina. Colaboro com todas as instituições voltadas ao amor e ao estudo da espiritualidade, que me convidam a participar de seus eventos, agradecendo-lhes a oportunidade de divulgar a Ciência do espírito.

Que atividades tem efetuado em prol do espiritismo no Brasil e no mundo inteiro?
Moacir Lima – Tenho realizado palestras, seminários e workshops no Brasil e exterior, sobre família, parapsicologia e, especialmente sobre as conexões entre ciência e espiritualidade, mostrando como a nova Física cada vez mais se compatibiliza com as ideias espíritas, derrogando o antigo paradigma materialista que entendia incompatibilidade absoluta entre fé e razão. O novo paradigma, sublinhando Kardec, aponta para a fé raciocinada.

A Física Quântica derrogou todos esses postulados e nos transformou em co-construtores do Universo.

Como Físico, que pensa da euforia em torno da Física Quântica: vai ser uma panaceia para tudo, ou será melhor ficarmos com Kardec?

Moacir Lima – Quando Kardec afirmou que o espiritismo seria científico, proferiu um dito extremamente corajoso, uma vez que a ciência de sua época, de modo particular a Física, era materialista por definição.

Vigorava o materialismo realista, com base na interpretação mecanicista do Universo, baseada em quatro postulados básicos: a objetividade forte, acreditando na substancialidade da matéria e consagrando a perceção dos sentidos como a única confiável; a causalidade rígida, que nos colocava como meros expetadores incapazes de promover qualquer mudança, relativamente a nós mesmos e à natureza, inspiradora do destino preestabelecido e negadora do livre-arbítrio; localidade, entendendo que todas as ações recíprocas entre objetos dependem de sinais locais e Epifenomenalismo, afirmando que os fenómenos mentais subjetivos são consequências da atividade do cérebro, como órgão físico.
A Física Quântica derrogou todos esses postulados e nos transformou em co-construtores do Universo.
Estabeleceu o primado da consciência, ratificando o dizer de Chico Xavier que afirmara ser o cérebro o gabinete da alma.
Por isso, a Física Quântica apresenta uma nova visão do homem, da sua consciência (espírito) e do seu posicionamento no Universo.
Bem compreendida, está abrindo as portas dos meios académicos para o conhecimento do espírito, não apresentando qualquer contradição com as revelações de Kardec, conduzindo à fé raciocinada.
Temos a possibilidade de falar aos não crentes. Desmorona-se o edifício do materialismo realista. A Quântica, no terreno da Filosofia da Ciência, dá apoio aos postulados espíritas, derrubando o muro que separava a fé da ciência.
Prevendo que a ciência, por si mesma, se afastaria do materialismo vigente à sua época, Kardec afirmou: “Se a ciência provar o erro do espiritismo em algum ponto, ele se reformulará sobre esse ponto.”

A Quântica, pouco a pouco, quebra o preconceito académico contra a fé, naturalmente raciocinada e convida as academias ao estudo do espiritismo

Qual o contributo que o Espiritismo poderá dar à ciência dita oficial na descoberta do Espírito?
Moacir Lima – Fornecer os métodos de investigação necessários à colimação desse ideal de entendimento. Seguindo dito de Leon Dennis, cientistas como, por exemplo, Fred Allan Wolff, têm dito que a moderna ciência não pode prescindir de instrumentos de investigação como a intuição. E a intuição, bem como outras formas mais sutis de perceção, têm no espiritismo o seu estudo metodizado e a sua aplicação prática convincente.


Quais os livros por si editados?
Moacir Lima – Tenho mais de dez livros editados, todos nascidos dos estudos realizados, e da consciência do dever de divulgar o conhecimento espiritual, que somado ao científico, com que não se antagoniza, resultará na tão desejada sabedoria.
Os mais recentes formam a Trilogia da Quântica. São: Quântica, espiritualidade e sucesso; Quântica, o caminho da Felicidade e Quântica, Espiritualidade e Saúde. Amor, a Arte de Viver, é o mais novo e foi lançado no Congresso de Barcelona, em Salou. Há, também, “Família, Desafios e Realizações. O total é de 11 livros.

O seu último livro chama-se “Amor, a arte de viver – uma visão quântica, psicológica e espiritual”. Será o Amor a solução para as tribulações terrenas, interligadas com a ciência?
Moacir Lima – Sem dúvida, o amor é o único caminho, sob o ponto de vista filosófico, espiritual e psicológico, para um viver pleno, realizador das possibilidades do nosso ser. Não é sem razão, que o grande ensinamento de Kardec é “Amai-vos e instruí-vos.

Como espírita, pensa que a obra básica de Allan Kardec está ultrapassada? E como físico, qual a sua opinião?
Moacir Lima – Passarão céus e terra, mas não passarão minhas palavras: Jesus.
Os grandes ensinamentos, no terreno da moral e do amor são eternos, devendo ser cultivados por todos. 

“O Livro dos Espíritos” é uma obra de conhecimento endereçado ao amor. Podemos, até, discutir problemas de vocabulário, pois as palavras são e serão polissémicas, mas em matéria de ética, amor e conhecimento espiritual, a atualidade é evidente e perene.

Que novas investigações científicas que conheça, mundo fora, podem vir a atestar a realidade da doutrina espírita?
Moacir Lima – Vários postulados da Física Quântica apontam para a espiritualidade. Sabemos, por exemplo, que a criação ocorre do mais sutil para o mais denso e que a matéria não explica a vida e a evolução. No terreno da parapsicologia, hoje chamada Ciência Noética, são cada vez mais torrenciais as provas de que somos uma realidade para muito além da matéria. Vivemos um momento importante e feliz, de união de conhecimentos, em que as portas das universidades se abrem necessariamente para o espírito. A Teoria das Cordas nos fala em um Universo feito de Energia e Intenção. Nem energia, nem intenção são coisas materiais.

O que diz a Teoria das Cordas?
Moacir Lima – Que tudo o que existe no Universo resulta da vibração de pequeníssimos e invisíveis filetes de energia, chamados supercordas, que ao vibrar produzem a matéria e todas as suas características. Esses filetes de energia são formas de luz e daí, chegarmos a André Luiz, confirmando sua afirmação, segundo a qual, matéria é luz coagulada.

Em poucas palavras, o que é a Física Quântica?
Moacir Lima – Podemos dizer que é uma Física de Possibilidades. Ao trocar certezas, o determinismo da Física Tradicional, por possibilidades, a Nova Física diz que temos escolhas. Isso quer dizer, liberdade, livre-arbítrio e, consequentemente, responsabilidade. Diz, ainda, o novo paradigma que vivemos num oceano de luz em que diferentes possibilidades, com distintos graus de probabilidade se nos oferecem e a nossa consciência escolhe aquelas que quer transformar em realidade.

da esquerda para a direita:Gláucia Lima, José Lucas, Leonor Leal, de Portugal,
Moacir Lima e sua esposa Helena.

Uma última palavra aos espíritas e leitores do “Jornal de Espiritismo”?
Moacir Lima – A doutrina espírita, doutrina de libertação, mostra-nos a verdade e a verdade liberta.
É uma doutrina modificadora de procedimentos, capaz de nos trazer felicidade, dentro da responsabilidade de viver com amor.
Portanto, é um conjunto de proposições a serem estudadas, compreendidas e, principalmente vividas, dentro do “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

Texto: José Lucas

Fonte: JDE

JORNAL DE ESPIRITISMO
SETEMBRO.OUTUBRO.2014
JORNAL BIMESTRAL DA ASSOCIAÇÃO DE DIVULGADORES DE ESPIRITISMO DE PORTUGAL

Esta entrada foi publicada em Ciência, Entrevistas, Espiritismo, Transição. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *