Paulo de Tarso e a história do cristianismo

PAULO DE TARSO

 Grupo de Est. Esp. Chico Xavier

PAULO DE TARSO

            O Apóstolo Paulo vem sendo oportunamente relembrado no movimento espírita.

No ano de 2016 surgiram dois fatos novos: o lançamento pela Casa Editora O Clarim do livro “Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo” (1) e o início dos preparativos para a elaboração do filme “Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo“.(2)

Esse filme focalizará a vida e obra de Paulo, Estevão, Thiago, João, Pedro, e dos membros do Cristianismo Primitivo. É dirigido por André Marouço, que é Gerente de Comunicações da FEAL – Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior  e Diretor dos filmes: O Filme dos Espíritos, Causa e Efeito, Nos Passos do Mestre. O longa metragem conta com a curadoria do Dr. Severino Celestino, e o roteiro inclui as participações dos estudiosos espíritas: André Luiz Ruiz, Dr. Antonio Cesar Perri de Carvalho, Jorge Damas e do Dr José Carlos de Lucca, e, filmagens nas regiões onde o Apóstolo Paulo atuou.

A experiência de vida e ensinos de Paulo são marcantes e representam uma forte referência. O ensino moral contido nas Epístolas e a simplicidade dos primitivos cristãos podem colaborar para as necessárias reflexões que devem ser feitas nos centros e no movimento espírita. A essência moral das Epístolas de Paulo é adequável ao movimento espírita, ao relacioná-la com a Codificação Kardequiana e mensagens psicografadas por Chico Xavier. Daí o conteúdo desenvolvido no livro “Centro Espírita. Prática espírita e cristã” (3), com o mote: é preciso repensar os centros espíritas. (4)

A rigor esse livro está relacionado e se completa com o “Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo“. No subtítulo: “espírita e cristã”, e, no desenvolvimento há fundamentação em versículos do Novo Testamento, incluindo textos do apóstolo Paulo. Fica claro o pensamento de Allan Kardec:

“A bandeira que desfraldamos bem alto é a do Espiritismo cristão e humanitário, em torno da qual já temos a ventura de ver, em todas as partes do globo, congregados tantos homens, por compreenderem que aí é que está a âncora de salvação, a salvaguarda da ordem pública, o sinal de uma era nova para a humanidade.” (5)

Entre os vários eventos que vêm sendo realizados nos últimos meses, o ano de 2017 também já se inicia com a abordagem “Paulo de Tarso – Precursor do Espiritismo”, no Encontro com a Cultura Espírita, no Grupo Espírita Casa do Caminho, em São Paulo.(6)

Daí a oportunidade do comentário de Emmanuel, sobre Paulo: “[…] o agricultor humano que conseguiu aclimatar a flor divina do Evangelho sobre o mundo”.(1)

Referências:

1) Carvalho, Antonio Cesar Perri. Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo. Matão: O Clarim.

2) https://www.kickante.com.br/campanhas/paulo-de-tarso-o-cristianismo…;

3) Carvalho, Antonio Cesar Perri. Centro espírita. Prática espírita e cristã. São Paulo: Ed. USE.

4) http://www.oconsolador.com.br/ano10/493/editorial.html;

5) Kardec, Allan. Trad. Ribeiro, Guillon. O livro dos médiuns. Item 350. Brasília: FEB.

6) https://www.casadocaminho.com.br/eventos.html;

(De: fonte GEECX; www.grupochicoxavier.com.br)

Esta entrada foi publicada em A Família, Artigos, Espiritismo, Transição. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *