Oportunidades

Oportunidades

 Antônio Carlos Navarro  – Exibir blog

Há quem diga que na vida tudo é uma questão de oportunidade, e isso para qualquer coisa, o que não deixa de ter certa dose de razão, mas se é uma questão de oportunidade, também é uma questão de escolha e dedicação à ação.

Se o futuro está à frente, e o passado não volta, é só no momento presente que podemos fazer algo para nosso crescimento, em todos os sentidos, mas sobretudo no espiritual.

Sobre a questão da oportunidade que chega, recebemos uma opinião espiritual no C. E. Francisco Cândido Xavier de São José do Rio Preto – SP, via psicografia, e que transcrevemos abaixo, para nossas reflexões:

“Nas horas vazias do seu dia, lembre-se de esclarecer seu espírito.
Há muitas oportunidades que dificilmente voltam às nossas mãos.

Na vida de relacionamento exercite a benevolência.
Há, em nosso redor, muitas mentes em desalinho aguardando nossa bondade.

Nos momentos da acusação e imprecações impostos a nós outros, exercite o perdão que liberta.
Só o perdão é capaz de clarear-nos os caminhos da vida.

Nas oportunidades de auxiliar, não perca a benção concedida. Quantos ainda estão na condição de serem auxiliados!
Nós mesmos ainda alternamos esse estado de coisas.

Nos momentos convulsivos, apela para a prece.
Só a prece sincera pode equilibrar nosso juízo diante do alvoroço momentâneo.

Opte, diante do mundo que faze parte, pelo esforço na retidão.
Só a retidão dá a oportunidade da consciência tranquila.

Observa, minuto a minuto, as circunstâncias em que estamos envolvidos.

Tem muito do que não está sob nosso controle. É da vida, mas está sob nossas possibilidades postarmo-nos adequadamente se assim o quisermos e se isso buscarmos com afinco e a devida seriedade evangélica.

Muito do que nos envolve vem de fora, mas o que vem de dentro é o que deve predominar, porque a vida, nas suas múltiplas expressões, assim se faz para que nós, ilustres filhos do Altíssimo, nos desenvolvamos para e pela vida nos caminhos do amor sem fim.”

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Esta entrada foi publicada em A Família, Artigos, Espiritismo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *