O Melindre

Postado por Vitor Antenore Rossi em 3 maio 2015, em redeamigoespírita

    O melindre é a ferida que se abre no coração daqueles que nutrem falsas imagens acerca de si mesmos. Estamos todos buscando crescer, evoluir e alcançar o melhoramento espiritual, e para isso é necessário que nos relacionemos uns com os outros, trocando experiências e conhecimentos.

Quando mantenho essa mentalidade, não enxergo as críticas como ofensas gratuitas, mas sim como temas que podem ser estudados e que com certeza me ajudarão na busca pelo autoconhecimento. Quando acredito que tudo o que faço é correto e que não existem falhas em mim coloco-me propenso ao melindre.

A pessoa melindrada se afasta do outro ou do grupo que proferiu os argumentos que a feriram como forma de puni-los com sua ausência, mas no fim é ela quem realmente acaba sozinha, e da forma mais dura descobre que ninguém é insubstituível.

O único remédio verdadeiramente eficiente contra essa chaga é a humildade. Aceite sua condição de eterno aprendiz, suas limitações e principalmente, aceite os mesmos pontos na evolução dos outros. Dessa forma os comentários que não servirem para lhe fazer crescer, servirão para ensinar a quem os proferiu a dor advinda da maledicência.

Não corra das críticas, enfrente-as, estude-as, supere-as.

Vitor Antenore Rossi

Esta entrada foi publicada em Artigos, Espiritismo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *