Entrevista com Raul Teixeira

Entrevistas com o Professor Raul Teixeira

(Do site: www.uevc.com.br)

Entrevista concedida por Raul Teixeira ao Jornal Oásis, de Vitória da Conquista – Bahia.

 

01 . COMO VOCÊ VÊ O MOVIMENTO ESPÍRITA HOJE NO MUNDO?

RT – O Movimento Espírita hoje se encontra em franco crescimento pelo mundo, no que diz
respeito ao número de pessoas que o procuram e dele participam, em virtude de necessidades de diversos matizes. É de se lamentar, contudo, que o nível geral dos espíritas, no que se refere a sua integração com a Doutrina Espírita e à vivência dos seus nobres postulados ainda deixa muito a desejar.

02. DENTRO DO PROJETO DO MUNDO ESPIRITUAL PARA O BRASIL, DE “CORAÇÃO DO MUNDO E PÁTRIA DO EVANGELHO”, COMO PODEMOS NOS SITUAR HOJE?

RT – Não participo do espírito ufanista que leva muitos brasileiros espíritas a uma postura nativista ou etnocentrista, com relação ao futuro do nosso país.
A verdade é que o Cristo tem projetos espirituais para todos os povos, reunidos em etnias e em países, ao redor do mundo. Amando igualmente a todo o Seu rebanho terrestre, jamais premiaria algum deles com oportunidades e bênçãos que não fossem aos outros concedidas.
O “coração do mundo” nada seria sem o “cérebro do mundo”, sem os “pulmões do mundo” e sem as “pernas e pés do mundo”, por exemplo. Aguardemos, pois, que toda a Terra venha a ser convertida no Reino do Senhor, que, na atualidade, vemos que ainda não o é. Creio que o projeto do Cristo para que um dia o Reino de Deus se implante sobre a Terra é muito mais intenso e significativo para todos nós do que, a princípio, podemos supor.
Penso que vivemos no Brasil entre marchas e contramarchas, ou entre altos e baixos, em virtude de o vero Espiritismo ainda ser compreendido em sua proposta fundamental por pouquíssimos indivíduos, qual seja a proposta da nossa espiritual renovação e da espiritualização do mundo inteiro. Estamos a caminho, pois.03. O ESTARDALHAÇO EM TORNO DO MAL QUE GRASSA  HOJE NA TERRA, OFUSCA A AÇÃO DO BEM QUE ESTÁ PRESENTE EM TODAS AS INSTÂNCIAS DA SOCIEDADE E QUE, QUASE SEMPRE, PASSA DESPERCEBIDA. COMO ANALISAR ISSO?
RT – O mal ainda vende e atrai muita gente, mundo afora, pela criatividade e entusiasmo com que agem os maus, ao passo que a lerdeza e a burocracia dos que se creem bons são coisas alarmantes para quem se dispõe a renovar a Terra, ou pelo menos cooperar com a sua renovação.

Enquanto vivermos a experiência dos longos e belos discursos em detrimento da urgente e coerente ação no bem, o mal grassará sem obstáculos e se rirá da estupefação dos bons.

04. O LIVRO DOS MÉDIUNS COMPLETOU 150 ANOS DE SUA PUBLICAÇÃO, EM JANEIRO DE 2011. QUAL A SUA IMPORTÂNCIA NO CONTEXTO DOS CONHECIMENTOS HUMANOS?
RT – Consideramos que o Espiritismo é a única doutrina espiritualista que trata com seriedade científica a mediunidade. O livro dos médiuns representa um excepcional vade-mécum para todos os que têm necessidade de se aproximar e de lidar com os fenômenos mediúnicos, em qualquer situação em que se ache no mundo.

05. O ESPIRITISMO É MAIS APTO DO QUE QUALQUER OUTRA DOUTRINA A SECUNDAR O MOVIMENTO DE REGENERAÇÃO. COMO ESTÁ O TRABALHO DO MOVIMENTO ESPÍRITA FRENTE AESSE DESAFIO?
RT – O trabalho do movimento espírita segue realizando o seu serviço em prol da regeneração social, via ser humano, tanto quanto permitem os espíritas que têm responsabilidade intelectual e moral de impulsioná-lo.

06. COMO DEVE SER ORIENTADA UMA PESSOA QUE CHEGA À CASA ESPÍRITA COM ECLOSÃO DA MEDIUNIDADE?
RT – Uma pessoa nesse estado, deve ser conduzida aos vários níveis de assistência que um centro espírita sério pode e deve oferecer, o que passará pelos tratamentos fluidoterápicos e, fundamentalmente, pela orientação dos estudos de si mesma e do Espiritismo, que deverá ser levada a efetuar.

07. A FAMÍLIA PASSA HOJE POR GRANDES TRANSFORMAÇÕES E DESAFIOS EM SUA ESTRUTURA BÁSICA. QUAL A MENSAGEM QUE VOCÊ DEIXARIA PARA OS PAIS CONTEMPORÂNEOS?

RT – Os pais, nesse período complicado do planeta, no que se refere à condução da família, em particular, dos seus filhos, deverão incorporar as responsabilidades paternais e maternais, em razão da confiança do Criador em suas possibilidades humanas. O acompanhamento permanente dos filhos; a coragem de dizer-lhes “sim” e “não”, sem liberalidades comprometedoras e sem autoritarismo inconveniente; a assistência moral que lhes permitam mostrar e discutir com seus filhos os melhores referenciais para uma vida livre e obrigatoriamente responsável, e para uma mais profunda reverência a
Deus e as Suas leis.

Fora disso será o caos, a frustração e a dor.

08. OS BENFEITORES ESPIRITUAIS NOS ALERTAM QUE A TERRA ESTÁ PASSANDO POR GRANDE TRANSIÇÃO, QUE A LEVARÁ A UM ESTÁGIO MAIS AVANÇADO EM SUA TRAJETÓRIAEVOLUTIVA – E ISSO NÃO SE DÁ SEM DORES E SOFRIMENTOS. FALE UM POUCO SOBRE ESSE PROCESSO E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A HUMANIDADE.

RT – Jesus Cristo já se reportou a isso dizendo que “No mundo passais por aflições…” (Jo. 16:33) e que “quando a abominação que gera a desolação penetrar os lugares santos, os que estiverem na Judéia fujam para os montes…” (Mt. 24:15).

Não há razão para nenhuma paranoia relativamente aos tempos de transição, uma vez que todos os dias e a todo momento, cada pessoa está definindo os passos da sua própria e individual transição, ocasiões em que estabelece como deseja que se desenhe o seu futuro, se com as cores claras da libertação e do júbilo ou se com os tons escuros dos testemunhos dolorosos.

Cabe-nos viver do melhor modo cada dia, pautando-nos pelas orientações muito pouco atendidas dos nobres Espíritos que, em nome de Jesus Cristo, nos fazem recomendações e convites, incessantemente, basicamente nos textos da codificação do Espiritismo.

Os que não são espíritas, poderão alcançar as mesmas bênçãos de harmonia e de bom sucesso espiritual, caso se disponham a sair da superficialidade e mergulhar mais profundamente nos ensinos espirituais superiores que lhes chegaram por meio dos benfeitores, enviados ao mundo pelo Cristo, e que embasaram as suas religiões.

09.COMO VOCÊ VÊ EVENTOS COMO A SEMANA ESPÍRITA DE VITÓRIA DA CONQUISTA, PARA A DIVULGAÇÃO DOS POSTULADOS ESPÍRITAS  PARA A COMUNIDADE?

RT – Vejo-os sempre com muito bons olhos, desde que se prestem, de verdade, à difusão e ao estudo do Espiritismo e não seja um mascaramento de intenções vaidosas e personalistas, a serviço das sombras organizadas, com o intuito de desorganizar o já aviltado movimento espírita.

A Semana Espírita de Vitória da Conquista é um eloquente modelo de realização exitosa, não só pelo número de companheiros que se deslocam de suas cidades para essa feliz confraternização, mas, prioritariamente, pelos cuidados dos seus organizadores com o leque de temas evocados nas conferências e nos seminários que levam a cabo.

No trabalho da Semana Conquistense, vemos o respeito e a fidelidade expressos pela codificação do Espiritismo, quando os seus promotores procuram evitar qualquer incoerência ou esquisitice, tão em voga em muitas partes, a fim de que não se torne um simples evento espiritualista para reunir gente e auferir lucro, mas, sim, um respeitável evento que honra o Espiritismo, sob todos os títulos.

Abril de 2011.

 

Esta entrada foi publicada em Entrevistas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *