E se eu morrer amanhã ??

              Neste mister só existem duas opções:

Existem aqueles que acham que os beirais dos túmulos são as marcas dos nossos últimos dias aqui na terra e outros que vislumbram que nossos espíritos possam vaguear pelo universo buscando a luz do conhecimento e do criador.

Aquele que acha que tudo acaba aqui, alega que não consegue explicações e nem provas cientificas para a vida no mais além, esquecendo que também terão que gastar argumentos explicando a não existência da vida após término desta jornada, para qualquer umas destas situações terá que contextualizar explicações, ou prova a existência da vida espiritual ou prova a sua inexistência.

Existe  uma terceira via, vivamos intensamente todas as emoções no agora sem nenhuma preocupação com o amanhã, a famosa frase :

Dane-se o amanhã, eu quero é ser feliz hoje, esquecendo que um dia o amanhã vai  chegar e se ele for amargo será as custas deste “dane-se o amanhã “

Dentro desta situação deparamos com muitos que passam uma existência em pânico só de imaginar de frente a frente com a morte. Vagueiam pelas igrejas, nos livros, nos sábios e até nos gurus  a procura de respostas, quando não as encontram ?

Aí procuram refúgios nas concepções agnósticas e muitas das vezes levando esta concepção aos seu leito familiar, começando assim uma leva de indivíduos que tem verdadeiro pavor frente a morte.

A doutrina espirita tem uma certa facilidade em explicar certos mistérios que envolve a morte, pois, a sua essência esta alicerçada em conceitos bem sólidos, bem definidos.

Primeiro é a presença de um criador no leme do universo onde encontramos uma complexidade tamanha deste universo infinito e achar que tudo está ao leu do acaso é uma concepção por demais simplista, a doutrina tem em uma outra pilastra mestre  a reencarnação, são nas leis reencarnacionistas  que podemos explicar e contextualisar  as múltiplas diferenças que envolve a vida humana desde o berço .

Allan Kardec permitiu a análise da vida no mundo espiritual e a capacidade de estuda-la no campo da ciência , da filosofia e na religião.

Muitos daqueles que sofrem com a morte procuram provas materiais do mundo espiritual, mas como?

Se a matéria que nos permeiam são de natureza totalmente diferente, o que tem lá é de uma constituição e aqui é outra, há outra distribuição de matéria entre os dois planos, são dimensões diferentes, outras formas de energia ainda desconhecida para o vivente terreno, cabendo a nós utilizar os conhecimentos da forma mais sagrada que Deus nos ofertou.

Um bom articulista, com uma boa oratória, facilmente nos idos dos séculos 16,17 poderia provar ao mundo a inexistência das ondas de rádio, voar seria fruto de um delírio coletivo, que o raio X era pura ficção….com o passar do tempo o mundo iria se conformar com outra realidade, a verdade tem sua hora, INDEPENDENTE da vontade da humanidade.

Se utilizarmos a consciência , a capacidade de discernimento e o raciocínio lógico, chegaremos a conclusão inequívoca que algo mais existe no mais além. Uma vez provada a existência da vida espiritual, cabe ao homem  se convencer que há uma separação do rebanho , existem aqueles que optaram para o bem e aqueles para o mal e  aqueles que se comprazem com mal irão se juntar com aqueles que assim se afinam  na outra dimensão  além desta ,e , para aqueles que procuram a convivência fraterna , amorosa, não egoísta,  irão se juntar a aqueles que procuraram caminhos mais jubilosos.Não tem outra forma:

Quem planta ervas daninhas nunca irá colher trigo 

Tanto na terra como no plano espiritual, semelhante atrai semelhante. Assim que fique bem explícito:

Se queres saber o que te aguarda no mais além? Basta olhar para sua vida aqui na terra, como relaciona com os que te rodeiam, qual tua preocupação com o próximo, e pronto:  Terás em tua retina uma pálida ideia do que te espera, cabe a você pelo o teu livre arbítrio encontrar uma bela morada, elas não foram feitas para você e sim para todo aquele que se afinaram com o bem, se assim optares ,  poderás bater aos portais   destas moradas, a chave e o caminho se encontram alojados em vossos corações.

O receio da morte é natural, pois ainda estamos no inicio da nossa caminhada no bem, o que temos que ter é o cuidado para não transformar o receio da morte  em medo e maior cuidado ainda, para não transformar este medo em pânico .

Pensando no bem e executando amor, tenho absoluta certeza que o universo conspirará a nosso favor, como tudo na vida, construiremos a vida benfazeja  do amanhã sempre a partir das nossas escolhas, e para as bem aventuranças deste amanhã não precisa de se preocupar com o juiz, ninguém há de perder tempo com isto, a ninguém será delegado  a função de  te condenar ou perdoar, o universo não tem tempo para isto, a tua consciência é que fará este papel. 

Mas muito cuidado, a nossa consciência é muito mais cruel e rigorosa do que possas imaginar, ela não nos fará afagos, talvez até seria melhor que houvessem juízes.

Emílio Carlos

redeamigoespirita

Esta entrada foi publicada em Artigos, Espiritismo, Transição. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *