Rejeição e aversão dos Pais

Rejeição e aversão dos Pais

(por Victor Manuel Pereira de Passos

Lembra-vos de que a cada Pai e a cada Mãe perguntará Deus:Que fizestes do filho confiado à vossa guarda?
Se por culpa vossa ele se conservou atrasado, tereis como castigo, vê-lo entre espíritos sofredores,quando de vós dependia que fosse ditoso.”
S. Agostinho (Evangelho Segundo Espiritismo; Cap. XIV- item 9)

*******************************

A rejeição maternal ou paternal, ou ambas são provas muito sofridas para o espírito.
A rejeição geralmente aparece numa gravidez indesejada, por um ou outro conjugue, ou porque existe uma fase de desamor, por comodidade, e mesmo até advindas de relações extra casal ,alimentando o adulterio,e que provocam essas reações, por medo de serem descobertos e na tentativa de protegerem seus lares, tumultuando mais ainda a sua condição.

Essa rejeição envolvida de puro egoísmo e orgulho,nem contabiliza sequer o ato, pois nem do espírito reencarnante se lembram, mas apenas de que ele é um estorvo.
Toda a aversão ou rejeitar de uma criança, provoca recalcamentos e reflete-se no futuro das mesmas.
Tendo em conta as emanações doentias dos rejeitores, Mãe ou Pai,estas se fazem sentir no espírito reencarnante, levando muitas das vezes e por serem más induções a abortos espontâneos, basta a fase neurodepressiva da Mãe ou Pai de revolta ou ódio que possam nutrir pelo ser reencarnante.
Os espíritos que conseguem superar a fase de poderem ser abortados, após nascerem , terão um futuro, de trauma, angustia, desalento e muita tristeza, que por consequência se faz presente em fobias que desmoronam uma vivência equilibrada.

Tudo porque se a rejeição for continua ,mesmo após o nascimento, levará sentido que toda a mentalização negativa, terá como consequência uma educação também da mesma postura para a criança.
Estas crianças além dos maus tratos, muitas são abandonadas, outras entregues a Instituições e a maioria fica entregue a si mesmo, sem meios e sem apoio.
No futuro não vão confiar na Comunidade vivente, inclusive, se revoltam, são de dificil trato, tudo porque o desamor as torna insensíveis, as marca pelo efeito da carência de amor e não querem depois que os outros os possam assessorar como amigos.

Todos nós assessoramos dizer que é prova ou expiação, vejamos o que nos diz O Livro Espíritos item 891:
“Estando em Natureza o amor materno, como é que há Mães que odeiam os filhos e, não raro, desde da infância deles?
— Às vezes, é uma prova que o espírito do filho escolheu ou uma expiação, se aconteceu ter sido mau Pai ou Mãe perversa ou mau filho, noutra existência, em todos os casos, a Mãe má pode deixar de ser animada por um espírito mau que procura criar embaraços ao filho, a fim de que sucumba na prova que buscou. Mas esta violação das Leis da Natureza, não ficará impune e o espírito do filho será recompensado pelos obstáculos de que haja triunfado.”
O reajuste reencarnatório é uma verdade e que no seio Familiar é ponto nuclear do mesmo.
Não podemos omitir que cada espírito tem muito da presença nas escolhas, mas também as há por imposição da Lei, aos excessos do pretérito.

Mais situações se fazem sentir nessas situações, a escalada nas reincidências, por insegurança e devaneios Familiares! Veja-se o ambiente fluídico de um lar onde a violência impera constantemente, mais meios de origem similar se acham nos reencontros, com amizades por simpatia de origens e gostos semelhantes.
Enfim, estas ser provas de múltipla escolha, porque se não é fácil vencer o nosso orgulho e egoísmo, e estando em meios adversos , mais complexo se torna a sua superação.

Claro que somos nós que harmonizamos o ambiente Familiar, que coabitamos com seres que já nos foram caros, ou por similidade de vontades , possam estar conosco de novo, e temos que reconhecer que apesar de sermos seres individuais, termos obrigações coletivas.

Os valores espirituais estão ainda muito alienados pelos espíritos que compartilham, o meio , é necessário cultivar o esclarecimento e evangelizar nas mãos do Cristo, para que moldemos as mentes, para as responsabilidades, de serem Pais ou Mães e mesmo dos Filhos, pois o envolvimento é de todos.
Temos que dar as mãos e levar a mensagem de que só o amor nos salvará, e que a sensualidade da vida é a cegueira da alma, por isso urge semear valores de respeito e responsabilidade Familiar, afim que consigamos também tornar o Mundo melhor.

Autor:  Victor Manuel Pereira de Passos

Esta entrada foi publicada em Artigos, Ciência, Espiritismo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *