A depressão pode ter causa espiritual?

A depressão pode ter causa espiritual?

Publicado por Amigo Espírita

A depressão pode ter causa espiritual?

A depressão é uma doença que compromete o organismo como um todo: a capacidade de pensar, executar tarefas, comer e até dormir. Não é apenas um “baixo astral”. A pessoa deprimida não consegue simplesmente reagir e se livrar dos sintomas incapacitantes. A depressão maior envolve muitos sintomas e inibem bastante a capacidade da pessoa, sua ação e seu humor. A depressão menor, chamada de distimia, envolve sintomas crônicos e prolongados. Não são tão incapacitantes como a depressão maior, no entanto, a pessoa com distimia também pode desenvolver uma depressão maior.

O distúrbio bipolar antigamente chamado de doença maníaca depressiva, caracterizada por períodos de depressão e outros de mania. 
Em todos esses casos é necessário um tratamento psiquiátrico ou psicoterapia ou ambos. A eficácia dos antidepressivos está assegurada. O efeito dos medicamentos é sentido em tres semanas aproximadamente. Depende de cada pessoa.

A depressão também pode ter causas espirituais, isto é, ser um processo obsessivo causado por um espírito inferior. Nesse caso, o espírito obsidia a pessoa e a perturba mentalmente. Sua vibração pesada e inferior afeta a saúde do deprimido como um todo. Os medicamentos não fazem o efeito esperado. É o que chamamos popularmente de encosto.

Nesse caso o doente deve procurar um tratamento espiritual numa casa espírita. No entanto, não deve, em hipótese nenhuma abandonar o tratamento medico ou ambulatorial. Deve aliar o tratamento médico com o espiritual. Obsessões graves podem comprometer muito a saúde física e emocional da pessoa.

Praticamente todas religiões oferecem suporte para tratamento espiritual. Na religião católica, imposição das mãos. Na religião espírita, passes e água fluida. E, se a pessoa for umbandista será encaminhada ao terreiro para descarregar os miasmas dos espíritos inferiores. A mediunidade desequilibrara ou em desenvolvimento pode causar depressão. A mediunidade é um dom de se comunicar com os espíritos inerente a todas as pessoas em maior ou menor grau. No entanto, algumas pessoas manifestam esse dom de forma ostensiva com sintomas diferentes e estranhos. Deve ser encaminhada a uma causa espírita e, através, de palestras educativas, passes, conhecer os mecanismos da mediunidade. É um dom a mais para o ser humano ajudar a si mesmo e aos outros.

Por que esses espíritos encostam no ser humano? Pode ser que este esteja predisposto por conta do estress, da ansiedade, a falta de fé em si mesmo. A pessoa fica um alvo fácil para esses espíritos negativos. Ou é um resgate de vidas passadas.Aquele espírito encarnado que prejudica o deprimido na vida atual pode ter sido prejudicado por ele na vida passada. Mesmo assim, Deus não quer o mal e nem o sofrimento de ninguém.O que importa é o momento presente. Construa um alicerce emocional e espiritual forte para enfrentar a realidade do dia a dia. O otimismo, o trabalho e a fé podem ser as vacinas que nos imunizam contra ataques espirituais. Afastar o espírito com preces, tratamentos espirituais de desobsessão ajudam na cura do problema. No entanto, orai e vigiai sempre!As companhias espirituais são atraídas por nossos pensamentos. Cada um tem a companhia espiritual que merece ou que atraiu. Cuide da sua vida espiritual! Cuidar da vida espiritual não é somente ir ao templo, culto ou casa espírita ,mas trabalhar para o autoaprimoramento. Agregar energias positivas através de boas atitudes. Ser uma pessoa grata para com a vida.

Uma frase sábia: “Se quer afastar os maus espíritos atraia os bons!”.

Não tente reagir sozinho e não se preocupe com os pensamentos negativos que são muitos durante o processo depressivo. Fazem parte da doença e com o tratamento espiritual e físico eles tendem a desaparecer.

Solicite a companhia dos familiares e dos amigos. Evite ficar trancado em casa ruminando a doença. Respeite os limites da depressão, mas saiba que a melhora e a cura também dependem muito de você.

 Luiz Carlos Barros Costa 

e-mail: lubacosta@terra.com.br

NOTA: Para que se possa compreender melhor as doenças humanas, é preciso estudar as coisas do Espírito. A Doutrina dos Espíritos aprofunda os conhecimentos humanos de forma científica, abordando assuntos que ainda não podem ser constatados formalmente na área dos conhecimentos convencionais humanos. Contudo, como nos diz Kardec em suas obras, o progresso intelectual precede o progresso moral do homem e a medida que a ciência tradicional avança, vem confirmando cada vez mais as revelações do Consolador tão esperado e prometido por Jesus, o “Cristo”, acerca dos interesses do Espírito que estão acima de todos os interesses e considerações humanas. A verdadeira resposta é aquela que está no íntimo de cada um de nós, pois esta não há como negar e nos leva ao bom combate da verdadeira raiz de todos os males humanos na terra: o egoísmo. Aprendemos que nascemos neste plano de provas e expiações porque somos Espíritos imperfeitos e necessitamos trabalhar nossas próprias imperfeições de caráter, por isso, Deus nos dá o livre arbítrio, a fim de que possamos crescer livremente fazendo nossas próprias escolhas, ora errando, ora acertando, mas sempre aprendendo, especialmente com nossos equívocos, carregando em nós a eterna capacidade de discernimento e o dom de ser capaz de ser feliz. Como nos alertam os verdadeiros sábios da humanidade universal, a chave da felicidade está no conhecimento de si mesmo e pela perfeição da criação divina pode-se reconhecer os verdadeiros destinos do homem na terra. (Referências no Livro dos Espíritos e no Evangelho Segundo o Espiritismo)

Esta entrada foi publicada em A Família, Artigos, Ciência, Dependência Química, Espiritismo, Transição. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *